Nossa História

  • 60 ANOS DA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM CAÇADOR

    A história da Assembléia de Deus no Brasil tem origem no chamado de dois missionários suecos, Daniel Berg e Gunnar Vingren. Após receberem o batismo com o Espírito Santo - com evidência de falar em outras línguas - durante o avivamento em Los Angeles e Chicago no início do século 20, Deus os escolheu para juntos trazerem mensagem pentecostal para o Brasil.

    O chamado aconteceu de forma sobrenatural: através de uma profecia, foi revelado que os dois deveriam ir ao Pará. Somente após procurar no mapa mundial os dois missionários tomaram conhecimento de que o local ficava no norte do Brasil. Em obediência à chamada divida, Daniel Berg e Gunnar Vingren chegaram a Belém no dia 19 de novembro de 1910.

    Além da barreira do idioma, os dois missionários sofreram com a falta de recursos financeiros, pois, além de serem pobres, não eram mantidos por nenhuma junta missionária. No início, Berg e Vingren participavam de cultos em igrejas protestantes cantando hinos em sueco. Quando passaram a entender o idioma local, iniciaram a testificar de Jesus, enfatizando a salvação, o batismo com o Espírito Santo, a cura divina e o uso dos dons espirituais.

    A doutrina pentecostal ministrada com a devida base bíblica foi assimilada por parte dos crentes, mas rejeitada por outros. Seis meses depois da chegada a Belém, Vingren foi convidado para dirigir um culto de oração e falou da necessidade de o crente ser revestido do poder do alto. A maioria dos presentes alegrou-se com a mensagem e outras reuniões de oração foram realizadas em casas de crentes que queriam o batismo no Espírito Santo como uma realidade em suas vidas. No alvorecer do dia 8 de junho de 1911, a irmã Celina Albuquerque (foto), orando em sua casa, juntamente com outros irmãos, teve o privilégio de ser a primeira evangélica brasileira a receber o cumprimento da promessa, falando em línguas, tal qual os primitivos cristãos no dia de Pentecostes. No dia seguinte, a irmã Maria de Nazaré de Araújo foi também batizada com o Espírito Santo.

    A evidência da mensagem pentecostal levou a direção da Igreja Tradicional a uma tomada de posição. Em uma reunião extraordinária, foi solicitado que todos os que estivessem de acordo com a nova doutrina se manifestassem. Para surpresa geral, dezenove irmãos — a maioria, portanto — levantaram-se. Uns porque já eram batizados com o Espírito Santo, e os outros, porque criam que poderiam receber a promessa. O grupo alinhado ao ensino pentecostal foi ilegalmente excluído pela minoria presente, delineando as bases do movimento pentecostal no solo brasileiro. Os irmãos desligados da Igreja Batista passaram a reunir-se em um salão na residência do irmão Henrique de Albuquerque. Como a glória do Senhor se manifestava naquele lugar, houve a necessidade de organizar o movimento. No dia 18 de junho de 1911, por deliberação unânime, foi fundada a Missão de Fé Apostólica, posteriormente denominada de Assembléia de Deus. Supõe-se que o nome escolhido para a nova denominação esteja ligado às igrejas que na América do Norte professavam a mesma doutrina e foram denominados de Assembléia de Deus ou Igreja Pentecostal.

    Estabelecida a Assembléia de Deus, os novos convertidos sentiram de imediato o impulso do Espírito Santo, saindo em busca das almas, seguindo os passos de Gunnar Vingren e Daniel Berg. Os resultados, testemunhados com salvação, batismo com o Espírito Santo e também com curas divinas, deram à igreja pentecostal a dimensão que hoje vemos. O rápido crescimento exigiu a consagração de pastores e norteou a expansão ministerial da nova igreja. Em Belém e aonde iam, aceitando a fé e comprovando a chamada divina, os obreiros separados saíam destemidamente anunciando a Palavra de Deus, sob a unção do Espírito Santo. O grande crescimento da obra levou os pastores consagrados a assumirem trabalhos em outras localidades e estados, ampliando as fronteiras da mensagem pentecostal no Brasil.

    Atualmente o testemunho pentecostal da Igreja Assembléia de Deus está presente em todo o Brasil. Os templos e congregações da igreja são verdadeiras agências do Reino de Deus em qualquer cidade ou lugarejo desta nação, mesmo nos lugares de mais difícil acesso. Esta mensagem originada nos céus alcançou milhões de pessoas em todo o País, chegando a Santa Catarina em 1931 e em Caçador em 1947, fazendo da Assembléia de Deus a maior igreja evangélica do Brasil, local onde Deus fez e continua a fazer coisas maravilhosas.

    A Igreja Evangélica Assembléia de Deus de Caçador surgiu da evangelização do Pioneiro Inocêncio Marchiori, que passou pelas terras do Vale do Contestado pregando a Palavra de Deus há 60 anos atrás.

  • Uma história de Amor e Sacrifício pela Obra de Deus

    A cidade de Caçador, foi emancipada no dia 25 de março de 1934. Em setembro de 1947, chegou a um novo marco que permanece até hoje. Trata-se da pregação do Evangelho, iniciando aqui a Igreja Evangélica Assembléia de Deus, através do pioneiro Inocêncio Marchioni, que neste mês comemoráramos os 60 anos.

    Chegando em Caçador, Marchioni realizou o primeiro culto em Adoração ao Senhor no dia 10 de setembro de 1947, em uma humilde casa na Rua Luiz Tortatto, distante cerca de 200 m acima da atual ponte de ferro da rede ferroviária. Decorrido aproximadamente um mês de trabalho, o irmão Inocêncio foi transferido para a vizinha cidade de Videira, assumindo em seu lugar o então evangelista Eugênio de Souza.

    O evangelista Eugênio de Souza trabalhou incansavelmente em Caçador por quase três anos em prol das pessoas que procuravam uma transformação em suas vidas, sendo que as primeiras famílias abrangidas foram: Velasques, Correia, Novaski, Flores, Brito, Pires, Hilarecki, Alves, Bento da Rocha, Padilha e Mendes. Com uma vida completamente transformada pelo poder do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, estas famílias serviam a Deus com muita alegria e dedicação.

    Após seis meses de culto na 'pequena casa' da Rua Luiz Tortatto, e com um acréscimo do número de novos convertidos, os referidos cultos foram transferidos para o 'porão' de uma casa, onde a Congregação poderia ficar mais acomodada. Os novos crentes estavam vivendo de forma real, época da Igreja primitiva. Muitas eram as alegrias, as ações, as visitas aos necessitados, as vigílias com os jovens e tantas outras bênçãos.

    Decorrido um ano de trabalho, o irmão Eugênio de Souza lançou o convite para um batismo em águas, que muitos aceitaram com imensa satisfação e alegria em seus corações. Este batismo foi realizado no dia 24 de outubro de 1948, nas águas do conhecido Rio do Peixe, em local um pouco acima da congregação da época, hoje uma ponte pencil (pinguela). Foi 22 o número de candidatos que desceram às águas: José Velasques e esposa, Floriano Velasques e esposa, João Salviano e suas filhas Núncia e Noeli, Francisco Novaskie e esposa, Antonio Bento da Rocha e esposa, Agenor Velasques e esposa, Sebastião Penteado e esposa, Diva Pires, Jucelino de Brito, Amandio de Brito, Inácio Machado e, finalmente, Olivina de Brito. Conforme relatos de pessoas que viveram este evento, foi um dia inesquecível, de plena festa espiritual para a recém-formada Igreja em Caçador.

    O trabalho prosseguia sempre triunfante, apesar das dificuldades que a época por si mesma oferecia. Em meados de 1949, com um desafio lançado para a Igreja, levantava-se a informação da necessidade da construção de um templo próprio. Sendo assim, prontamente, houve a doação de um terreno (onde está localizada a atual casa pastoral na Rua Cid Gonzaga 60) pelo irmão Osvaldo Correia da Rocha e com a mão-de-obra oferecida voluntariamente pelos irmãos, começou-se a fazer os trabalhos de escavação necessários para a referida construção. Foi um verdadeiro mutirão, com diversos irmãos destas famílias convertidas. Tão logo encerradas as escavações, templo foi construído com doações de pinheiros para as vigas e demais madeiramento necessário, doação esta, feita pelos próprios irmãos da congregação. Por longos anos, os membros da Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Caçador, reuniram-se neste velho templo, onde puderam participar das bênçãos oriundas dos altos céus. Após anos, a Igreja teve o privilégio de adquirir, com muita dificuldade, o terreno da esquina, onde atualmente se encontra localizado o templo-sede.

  • Pastores Presidentes de Caçador

    'E Ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas,e outros para evangelistas,e outros para pastores e doutores,querendo o aperfeiçoamento dos santos,para a obra do ministério,para edificação do corpo de Cristo.' (Efésios 4, 11-12)

  • Osmar Cabral

    Casado.Catarinense de nascimento.Foi o primeiro pastor presidente em nosso município no ano de 1947, sendo que no mesmo ano passou a presidência para outro pastor.

  • João Ungur

    Casado.Sua profissão era agricultor. Consagrado a pastor em São Paulo-SP no ano de 1940. Assumiu a presidência da Igreja em dois períodos(1947-1958).No ano de 1954, foi presidente da Junta Executiva do Estado de Santa Catarina.

  • José Pio da Paz

    Infelizmente não conseguimos extrair dados deste homem de Deus. Contudo registramos que foi pastor presidente desta Igreja nos anos de 1958 a 1961.

  • Manoel Paulo Evaristo

    Casado.Nasceu no dia 18 de novembro de 1928. Profissional na área de tecelagem assumiu a Igreja como pastor presidente, de 1967 a 1969. É pastor jubilado.permanecendo em nossa cidade até o ano de 1975.

  • Manoel Veiga

    Nasceu em 24 de janeiro de 1921. Casado. Militar e mestre de obra. Assumiu a Igreja em 12 de julho de 1975. Seu período foi marcado pela compra do terreno do Alto Bonito, construção das congregações em Lebon Régis, Serra da Esperança, Fraiburgo, deixando em andamento a de Videira. Abriu trabalhos em Salto Veloso e Tangará. Iniciou a construção do atual templo sede. Recebeu doação de um terreno para auxiliar na construção do templo sede. Permaneceu em Caçador até o dia 21 de fevereiro de 1978.

  • Amantino Burg

    Casado. Natural de Ituporanga-SC. Profissão anterior, agricultor. Assumiu a presidência da Igreja em 21 de fevereiro de 1978. Construiu e inaugurou a parte superior do atual templo sede. Concluindo a confecção de todos os bancos e construção do primeiro tanque batismal da Igreja. Construiu a atual casa pastoral. Adquiriu os terrenos e construiu os templos no Jardim Dileta, Tabajara, Jardim Pinhal(Cohab 1)e Jung, bem como nas cidades de Tangará e Rio das Antas,esta última concluindo a aquisição da casa pastoral para o obreiro. Construiu em alvenaria, os templos de Lebon Régis, Fraiburgo e do Bairro Alto Bonito. Foi presidente da Igreja em Videira-SC, onde, na sua gestão,deu prosseguimento e concluiu a construção do atual templo sede. Abriu os trabalhos de Macieira e Taquara Verde.

    Criou o primeiro departamento de missão chamado 'Arautos da Última hora' tendo sustentado diversos obreiros e missionários, enviados para outras localidades, como Minas Gerais e Argentina. Assim foi o primeiro pastor desta cidade a enviar missionário para o exterior. Foi o fundador da Associação Beneficente Nova Vida.Fundou o núcleo da EETAD(Escola de Educação Teológica das Assembléias de Deus) em Caçador,no ano de 1980. Incentivou e inaugurou o coral Melodias do Rei, Banda Musical Júbilo Celeste e o Coral do Círculo de Oração 'Lágrimas no Altar'. Reestruturou os Círculos de Oração criando diversos deles nas congregações e atribuindo a cada um, um nome específico, inclusive o da igreja sede.Foi vice presidente da Junta Executiva Estadual de 1978 a 1980.Foi secretário da CASOADESC. Foi membro atuante do CIER.Conselho de Igrejas para Educação Religiosa Escolar, ligada à Secretaria de Educação do Governo do Estado de Santa Catarina. Reformulou a hierarquia da Escola Bíblica Dominical, adotando pela primeira vez as lições bíblicas específicas para cada classe. Foi o fundador da UMADCA - União da Mocidade da Assembléia de Deus de Caçador, estruturando-a com uma diretoria eleita diretamente pelos jovens, realizando a primeira confraternização da juventude em 1980.Realizou a separação de diversos irmãos para o presbitério e diaconato local,inclusive, vários destes hoje são evangelistas e pastores de Igrejas em outras localidades. Foi inovador da igreja,criando uma gestão descentralizada, onde cada congregação tinha sua autonomia financeira com os recursos financeiros provenientes da arrecadação aplicados na própria congregação, não sendo remetidos à igreja-sede.

    A sua gestão foi caracterizada pelo acelerado desenvolvimento da obra criando uma nova fase e um novo conceito dos evangélicos perante a sociedade. Foi um batalhador e lutador para que os evangélicos ocupassem um maior espaço e um maior reconhecimento dentro da sociedade, independente de denominação.Como forma desse reconhecimento,o poder público local erigiu um monumento a Bíblia, na Praça Nossa Senhora Aparecida em homenagem ao povo cristão.

    Jubilou-se no dia 13 de julho de 1991,permanecendo em nossa cidade onde estava residindo até quando o Senhor o chamou para as mansões celestiais.Casado. Natural de Ituporanga-SC. Profissão anterior, agricultor. Assumiu a presidência da Igreja em 21 de fevereiro de 1978. Construiu e inaugurou a parte superior do atual templo sede. Concluindo a confecção de todos os bancos e construção do primeiro tanque batismal da Igreja. Construiu a atual casa pastoral. Adquiriu os terrenos e construiu os templos no Jardim Dileta, Tabajara, Jardim Pinhal(Cohab 1)e Jung, bem como nas cidades de Tangará e Rio das Antas,esta última concluindo a aquisição da casa pastoral para o obreiro.

    Construiu em alvenaria, os templos de Lebon Régis, Fraiburgo e do Bairro Alto Bonito. Foi presidente da Igreja em Videira-SC, onde, na sua gestão,deu prosseguimento e concluiu a construção do atual templo sede. Abriu os trabalhos de Macieira e Taquara Verde.

    Criou o primeiro departamento de missão chamado 'Arautos da Última hora' tendo sustentado diversos obreiros e missionários, enviados para outras localidades, como Minas Gerais e Argentina. Assim foi o primeiro pastor desta cidade a enviar missionário para o exterior. Foi o fundador da Associação Beneficente Nova Vida.Fundou o núcleo da EETAD(Escola de Educação Teológica das Assembléias de Deus) em Caçador,no ano de 1980. Incentivou e inaugurou o coral Melodias do Rei, Banda Musical Júbilo Celeste e o Coral do Círculo de Oração 'Lágrimas no Altar'. Reestruturou os Círculos de Oração criando diversos deles nas congregações e atribuindo a cada um, um nome específico, inclusive o da igreja sede.Foi vice presidente da Junta Executiva Estadual de 1978 a 1980.Foi secretário da CASOADESC. Foi membro atuante do CIER.Conselho de Igrejas para Educação Religiosa Escolar, ligada à Secretaria de Educação do Governo do Estado de Santa Catarina. Reformulou a hierarquia da Escola Bíblica Dominical, adotando pela primeira vez as lições bíblicas específicas para cada classe. Foi o fundador da UMADCA - União da Mocidade da Assembléia de Deus de Caçador, estruturando-a com uma diretoria eleita diretamente pelos jovens, realizando a primeira confraternização da juventude em 1980.Realizou a separação de diversos irmãos para o presbitério e diaconato local,inclusive, vários destes hoje são evangelistas e pastores de Igrejas em outras localidades. Foi inovador da igreja,criando uma gestão descentralizada, onde cada congregação tinha sua autonomia financeira com os recursos financeiros provenientes da arrecadação aplicados na própria congregação, não sendo remetidos à igreja-sede.

    A sua gestão foi caracterizada pelo acelerado desenvolvimento da obra criando uma nova fase e um novo conceito dos evangélicos perante a sociedade. Foi um batalhador e lutador para que os evangélicos ocupassem um maior espaço e um maior reconhecimento dentro da sociedade, independente de denominação.Como forma desse reconhecimento,o poder público local erigiu um monumento a Bíblia, na Praça Nossa Senhora Aparecida em homenagem ao povo cristão.

    Jubilou-se no dia 13 de julho de 1991,permanecendo em nossa cidade onde estava residindo até quando o Senhor o chamou para as mansões celestiais.

  • Alvarino João Cardoso

    Casado.Nasceu no dia 02 de agosto de 1937. Exercia a profissão de comerciante antes de integrar-se na obra. Assumiu a igreja no dia 13 de julho de 1991.Neste período projetou e iniciou a ampliação do templo sede.Construiu as calçadas laterais e o cercado da Igreja e casa pastoral.

    Assumiu o custeio dos missionários que trabalham no Amazonas.Foi o criados do culto infantil no templo sede. Incentivou a continuidade da banda musical,financiando a compra de alguns instrumentos. Reativou o programa radiofônico da igreja. Permaneceu em Caçador até o dia 20 de fevereiro de 1993.

  • João Ceno Ohlweiler

    Nascido na cidade de Mondai SC no dia 23 de junho de 1942. É casado com Norma Hilma Ohlweiler, Desta união nasceram Rosalvo, Roberto e Rosane. Converteu-se ao evangelho em Cunha Porã SC, no dia 15 de maio de 1964.Foi separado ao presbitério no dia 16 de maio de 1971 em Chapecó SC.A primeira Igreja que atendeu foi a da cidade de Pinhalzinho SC assumindo-a no dia primeiro de jlho de 1971.

    Ordenado a evangelista na convenção em Itajaí SC, no dia 12 de janeiro de 1979,seu trabalho foi abençoado por Deus e em 09 de Janeiro de 1983 recebe a graça e a missão de ser pastor.assumiu a presidência da Igreja em nossa cidade em 20 de fevereiro de 1993. A sua chegada foi precedida de oração vindo na direção de Deus.

    O Pastor João Ceno Ohlweiler criou o Departamento de Missões Ceifeiros da Última Hora e deixou funcionando com 20 missionários. Atuou em todos os Departamentos da Igreja abrindo novos e ampliando os antigos e deu muitos passos importantes para o desenvolvimento da Obra do Senhor em Caçador.

    Despediu-se da Igreja de Caçador em 01/01/2007 e atualmente preside a Igreja de Criciúma - SC e a CEADESCP. Foi o pastor que mais tempo presidiu a Igreja em nossa cidade.

  • Sérgio Melfior

    Nasceu em Trindade do Sul - RS em 08/12/1963. Aceitou a Jesus aos 15 anos em Xaxim-SC e aos 16 começou a pregar e se destacar na liderança da juventude e auxiliar em pontos de pregações e programas de rádio.

    Casou-se e aos 21 anos com Maria Helena e dessa união nasceram 3 Filhos> Eliseu (20 anos),Eliã (14 anos)e Lucas(6 anos).Foi separado ao diaconato e ao presbitério da Igreja na cidade de Xaxim SC.

    Por indicação do Pr. José Paulo Evaristo e a convite do Pastor Arcelino Victor de Melo, saiu para trabalhar integralmente na Obra nas cidades de Itá, Ipumirim, Concórdia, Caxambu do Sul, Chapecó, Lages, Blumenau, Fraiburgo e Caçador.

    Trabalho como vice presidente de 3 pastores: Leonel Tavares da Silva, Arcelino Victor de Melo e Nilton dos Santos e a primeira igreja como presidente foi Fraiburgo, onde deixou o Templo Sede em fase de conclusão, construiu e comprou 8 congregações, deixou outras em construção e reformou as antigas. Em Caçador é responsável pela compra dos Terrenos para a Construção da nova Sede, compra do Terreno e construção da Igreja do Bairro dos Municípios e conclusão do templo no Gioppo, além de uma grande alavancada no Departamento de Discipulado, e implantação de Departamentos de Adolescentes e Casais.

    Deus tem dado muito êxito no Ministério do Pr. Sérgio e muitas maravilhas tem operado.

  • Pr. Claudio Caetano (Atual Presidente de Caçador)

    Pastor Claudio Caetano Aceitou a Jesus no dia 12 de agosto de 1985, em um culto evangelistico ao ar livre, no bairro cidade Mineira, na cidade de Criciuma.

    No dia 31 de Março de 1985 foi enviado como missionario para o estado de Minas Gerais, onde trabalhou por sete anos, voltando em 1996 ao Estado de Santa Catarina, trabalhou na cidade de Bombinhas por um ano e seis meses, onde iniciou a construção da Igreja de Zimbros deixando-a coberta( a mesma hoje é Igreja Sede) , e a convite do pr Arcelino Vitor de Melo, foi trabalhar na cidade de Criciuma no ano de 1997, iniciando no setor de salete, depois, mina do Mato, Central, Santa Luzia, Cidade Mineira e a convite do referido pastor foi transferido para a cidade de Joinville em dezembro de 2006, onde trabalhou por quatro anos e dois meses na Sede daquela Cidade, coordenou a Missao Siloé, atuou em um periodo como vice presidente, e foi o dirigente da igreja Sede por este periodo, e pela grande misericordia de Deus no dia 10 de março de 2011 por decisão da junta executiva e um conselho de pastores, assumiu como presidente a Igreja em Caçador.

A Igreja Assembléia de Deus de Caçador possui hoje 30 Congregações e inúmeros pontos de cultos, 13 obreiros integrados que apascentam a Igreja no Campo de Caçador e 35 missionários espalhados por todo o mundo.

(Fonte: Livro 'Assembléia de Deus - Cinqüenta anos na terra do Contestado')